O Rancho

Céu iluminado pelas estrelas, vagalumes e pirilampos. Sons dos grilos e os aromas da floresta.

Uns dias desses, com amigos, sozinho ou em sua melhor companhia. Caminhar, nadar, pedalar, meditar, cozinhar, curtir a natureza, ler, escrever, descansar…

 

 

2017 © Rancho São Jorge


Completamente equipado, refrigerador e fogão novos, eletrodomésticos, louças, taças, talheres e utensílios de primeira linha para diversas finalidades. Possui uma suíte, dois quartos e um mezanino equipados com colchões americanos Simmons, camas king, queen size e futon, roupa de cama novos e lençóis 200 fios. Salão com mezanino e piano, sala de jantar, ampla cozinha, área com lavanderia e varandões.

 

2017 © Rancho São Jorge


O Rancho São Jorge está localizado no Vale das Princesas, a 1.200 metros de altitude, em uma área de 17.000 m² cercada pelo verde da Mata Atlântica da região serrana do Rio de Janeiro.

A região é pura paisagem natural oferecendo diversas alternativas de passeios ecológicos e várias opções aos praticantes de esportes radicais em contato com a natureza. O local é ideal para quem quer recarregar suas energias junto à natureza. Está a cerca de 25 km do Centro de Petrópolis e a 90 km do Rio de Janeiro.

Refúgio na Montanha - M. Zaoboni | Photo > Art & Design-003
 2017 © Rancho São Jorge

Acesso dos Hóspedes

Acesso às áreas comuns da propriedade incluindo jardins, piscina e trilhas.
Exclusividade de toda a área interna da casa, não havendo compartilhamento com outros hóspedes na modalidade Full.

 

2017 © Rancho São Jorge


Interação com os Hóspedes

Somos uma família que adora o mato, o cheiro de terra molhada, o som dos pássaros e do vento passando pelas árvores. Adoramos fotografia, gastronomia, cinema, música, artes, literatura, filosofia, viajar, receber e fazer amigos.

Estamos quase sempre presentes com o hóspede durante sua estada, seja para auxiliar em alguma dúvida, preparar lanches e refeições ou cuidar da manutenção.

Oferecemos serviço de refeições personalizado, de massas, saladas e opções vegetarianas à pratos elaborados de carnes, aves e peixes. Do tradicional churrasco na brasa com carnes nobres à legítima pizza artesanal italiana com farinha 00. Costumamos ter rótulos de cervejas gourmet e artesanais, vinhos e cachaças especiais. Consulte!

Oferecemos cursos de Fotografia, Alta Performance – Qualidade de Vida e Culinária como atividade extra.

Garantimos privacidade e descrição ao Hóspede durante a estada. A casa principal fica totalmente exclusiva para os hóspedes.

 

2017 © Rancho São Jorge


O Bairro

Sabe aquele lugar na roça que visitamos quando éramos crianças? Com igrejinha, armazém, galo cantando de madrugada, cheirinho de lenha queimando no fogão… O Vale das Princesas é destes lugares que ficam gravados em nossas memórias para sempre, especial para os que querem deixar a confusão da cidade, relaxar e curtir um tempo que passa mais devagar, uma vida mais simples em total integração com a natureza.

Aproveitamos o nosso dia em caminhadas ecológicas, longas pedaladas pelas várias trilhas e estradas, banhos de rio e cachoeiras. Aqui encontramos sossego para relaxar a beira da piscina, ler, meditar, cozinhar, filosofar… Sejam bem vindos!


Indo e Vindo

Existem algumas opções de percurso para chegar ao Rancho e o que mais utilizamos é pela região de Petrópolis. Para quem sai do Rio este é o caminho mais curto, utilizando-se da BR-040 – Rodovia Washington Luís, por aproximadamente 75 Km até a saída de acesso (já no município de Petrópolis). Logo em seguida 6 Km em uma estrada de blocos e então o Caminho do Imperador. Neste último trecho são 10 Km de estradinha de terra, quase trilha, por dentro da Reserva Biológica do Tinguá (Área de Proteção Ambiental), até a chegada ao Rancho. Fique tranquilo, venha devagar e com calma para curtir o visual. Não se preocupe… nós passamos o mapinha.

Temos outros acessos, pela BR-040 (Araras e Vale das Videiras) ou pela Via Dutra (Miguel Pereira ou Paty do Alferes). Lembrando que no trecho final todos são feitos por estradas de chão batido, um pouco melhores que o acesso pelo Caminho do Imperador, mas não tão rápidos e originais. Estaremos à disposição para orientá-lo se quiser vir por algum destes caminhos.

Importante: Não há transporte público no local, sendo necessário um carro para chegar ao Rancho. Se precisar, oferecemos traslado das rodoviárias e aeroportos. Mas, se você for aventureiro, poderá vir de bike ou caminhando… No melhor estilo Mochileiro.



A História do Caminho

Foi a partir da criação de Petrópolis, em 1843 e da chegada dos alemães, em 1845, que as autoridades do Governo Provincial Fluminense, se decidiram pela abertura de uma “estrada carroçável”, para suprir a Colônia com a produção agrícola “daqueles campos mais férteis e menos acidentados”, além de estimular a fabricação de carros e seges (carruagens), como é citado no relatório do presidente da Província do Rio de Janeiro, datado de 05 de maio de 1851.

Tão logo aberto, o Caminho do Imperador, foi percorrido por Charles Ribeyrolles, que o descreve em seu livro Brasil Pitoresco como ” panoramas que são esplêndidas pinturas” (1859) e apresentando cenários magníficos que, ainda hoje, dão vistas a Baía da Guanabara.

Foram as freqüentes cavalgadas de D. Pedro II, que originaram o nome do Caminho (ou Estrada ) do Imperador. Como seu pai, D. Pedro II, era um grande cavaleiro e, sempre interessado na intercomunicações, percorreu diversas vezes o Caminho, fato fartamente documentado.
Ainda hoje, o Caminho do Imperador, se embrenha em plena Mata Atlântica e é um passeio perfeito para os amantes da ecologia que podem praticar esportes como caminhadas, cavalgadas ou trilha de bicicletas por toda sua extensão.

Fonte:
Revista do Instituto Histórico de Petrópolis ( 1989) por Luiz S. Oliveira.


Tem dúvidas? Fale conosco!

 

Anúncios